© 2023 por Amante de Livros. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • Branco Ícone Google+
  • Barbosa

Perdi Meu Corpo - RESENHA



Naoufel é um jovem imigrante de ar soturno que vive em Paris e se culpa pela morte dos pais que ocorreu quando ele ainda era uma criança. Para ganhar a vida ele trabalha como entregador em uma pizzaria, e durante uma de suas entregas mal sucedidas ele conhece Gabrielle. A diferença desta animação para tantos outros filmes é que tudo o que sabemos sobre a vida e os sentimentos de Naoufel é através das memórias de sua mão.


Nos primeiros minutos de filme nos deparamos com essa situação fantástica de uma mão decepada tentando fugir do hospital onde está armazenada com o objetivo de chegar a um edifício do outro lado da cidade e se unir novamente ao restante do seu corpo. O filme nos mostra as dificuldades que o membro enfrenta para cruzar a metrópole sem ser notada, enquanto isso vamos conhecendo melhor Naousef e seus sentimentos através de flashbacks.


"Perdi Meu Corpo" é uma animação francesa, cujo traço remete a uma história em quadrinhos, que reflete sobre os anseios e sentimentos de um jovem que se sente preso ao passado. O longa concorre ao Oscar de Melhor Animação contra grandes produções como: Toy Story 4, Como Treinar Seu Dragão 3, O Link Perdido e Klaus, sendo a única com classificação de 16 anos da lista e está no catálogo da Netflix.


Nota: 6,5 / 10,0


Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=eu-A1LRPdpA


12 visualizações1 comentário